quinta-feira, 4 de março de 2010

O que temes?

Em meio a dias agitados, noites sem sonhos, textos rabiscados, pessoas estranhas, perguntei - me do que tenho medo. Acho eu, que a primeira coisa em que pensamos é na morte. Mas, medo da morte? Não tenho. A morte para mim seria lucro, o fim de apenas uma parte da minha vida, eu não sentiria falta disso.
Na verdade, eu tenho medo de ser alguém inútil, medo de fazer escolhas erradas, medo de me arriscar, medo de amores não correspondidos, medo de magoar as pessoas que amo.
Tenho medo de dúvidas, de anseios, medo de reviver parte de meu passado, uma parte que fora boa, mas causa dor ao relembrar.
Talvez seja meio bobo ou infantil de minha parte, mas é assim que sou e é isso que sinto.


"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar." Shakespeare

Um comentário:

Malú Azzoni disse...

Tenho medo e todo mundo esquecer que medo existe com o simples objetivo de ser superado :)

Amei!